O cliente não tem total obrigação de compreender sobre as diferenças entre as fotografias produzidas para publicações web das imagens preparadas para impressão gráfica como catálogos ou anúncios em revistas. Entretanto, é importante saber que existe uma grande diferença e que isso pode garantir melhor qualidade e nitidez em seu anúncio.

cores

As diferenças começam no perfil de cores das imagens. Para a internet as fotografias são geradas com o perfil RGB (Red, Green e Blue), ou seja, as cores utilizadas pelos monitores para a projeção das imagens (Vermelho, verde e azul). Esse esquema de cores são utilizados pelos monitores, projetores, impressoras fotográficas, televisão e outros dispositivos baseados no perfil.

rgb

Entenda mais sobre o assunto neste link.

Uma outra questão são as resoluções da imagem. Todos sabem que a internet brasileira é precária e cheia de entraves, e um deles são as limitações dos planos de navegação. Se a sua empresa produz um website com imagens inapropriadas, ou seja, grandes demais, o visitante irá demorar para receber essas fotos quando estiver navegando por ele, o que o fará desistir de continuar visualizando sua página. Além disso, consumirá dados além do necessário. Por isso é importante que a resolução das suas fotografias para internet, atendam a alguns critérios técnicos conhecidos no meio profissional por DPI – Dots Per Inchs (pontos por polegadas).

cmyk

Quando falamos em impressão gráfica, as fotografias e demais imagens são tratadas de forma totalmente diferenciadas, pois a forma como elas são impressas dependem da separação das cores em 4 camadas, conhecidas por CMYK (Cian, Magenta, Yellow e blacK (Key)).

Um anúncio em revista, a impressão de folhetos, catálogos, cartões, manuais, enfim, tudo o que for para a gráfica precisa ser tratado para que seus canais sejam separados. Se a imagem for enviada em RGB e convertida posteriormente, a fotografia do seu produto sofrerá significativa perda de vivacidade de cores, comprometendo o resultado do seu anúncio.

Saiba mais sobre CMYK neste link.

angulo-de-reticula

Diante do exposto, uma fotografia para impressão gráfica precisa passar por um outro tipo de tratamento, a fim de garantir que a mesma alcance uma fidelidade de cores adequada.

werbeartikel-ratgeber-printme-teil5-cmyk-neu

Abaixo apresentamos um exemplo onde uma imagem RGB foi simplesmente convertida para CMYK, sem passar por tratamento. Pode ser sutil a diferença visualizando através do monitor de computador, mas quando a imagem segue para gráfica, o cliente poderá notar que seu produto ficou opaco, sem vida.

Bolo e Cia · Jaú/SP

A resolução das imagens gráficas são bem maiores do que as fotografias geradas para a internet.

Em suma, esperamos ter esclarecido um pouco mais sobre as diferenças e os cuidados com elas na hora de obter imagens para seus produtos e anúncios.


Daniel Robson Gonçalves (Alteron), estudou publicidade e propaganda, é graduado em marketing e pós graduando em fotografia publicitária. Trabalha como docente dos cursos de fotografia no Senac Jaú.